Varizes

O que são varizes?

Varizes são veias doentes visíveis, dilatadas e tortuosas, que não desempenham bem o papel de retorno do sangue das pernas. Acontece insuficiência ou não funcionamento adequado das suas válvulas e refluxo do sangue (termos que você poderá encontrar em exames de Ultrassonografia Doppler). É uma doença muito comum, afeta 40% da população, acomete ambos os sexos, porém é mais comum nas mulheres.

 

Mas o que causa as varizes?

As varizes aparecem por uma junção de fatores como genética, hormônios, hábitos do dia a dia (como ficar muito tempo em pé parada ou sentada com as pernas pendentes o dia todo), sedentarismo, ganho de peso, durante ou após a gravidez, como sequela de uma trombose venosa profunda prévia ou por síndromes compressivas (como a Síndrome de Cockett).  

 

Como sei se tenho varizes?

As varizes em geral não dão sintomas, mas podem causar sensação de peso nas pernas, um pouco de inchaço e formigamentos. Olhando as pernas, as varizes chamam atenção como veias mais grossas que as demais. Em 15% dos casos são bem calibrosas e saltadas.

 

É perigoso? Preciso tratar?

As varizes devem ser tratadas, afinal é uma doença que só evolui com seu aumento, tanto com o aumento do número de varizes, quando o diâmetro dessas veias doentes. e pode evoluir com complicações como:

.• Sangramento das varizes: as vezes quando muito saltadas e com a pele fina em cima da varizes, pode haver sangramentos espontâneos ou ocasionados por uma batida no local das varizes. É mais comum em idosos. Não é grave mas assusta bastante quando acontece porque esse sangramento pode ser volumoso e levar o paciente ao pronto-socorro. Se acontecer com você ou com alguém da sua família, não se desespere, deite e eleve as pernas e aperte o local por uns 10 minutos e provavelmente vai parar de sangrar. Faça um curativo e vá procurar o cirurgião vascular.

• Trombose das varizes: inflamação e entupimento da varizes por um coagulo. Essas tromboses superficiais (você pode ler o nome ”tromboflebite ou flebite” no exame de ultrassom) podem progredir e atingir as veias profundas. O que é perigoso. Leia mais no Item TROMBOSE.

- Manchas e escurecimento da pele e aparecimentos de feridas: Essa é a evolução da insuficiência venosa, ou seja, aparecem nas fases mais avançadas das varizes. Quando tem varizes grossas há muito tempo. Aparecem manchas acastanhadas em tornozelos que pioram com o tempo, associada a alterações na textura da pele até o aparecimentos de feridas. 

 

Tenho varizes, e agora o que devo fazer?

Em primeiro lugar, agende sua consulta para ser avaliado e tirar todas as suas dúvidas.  Há tratamentos clínicos e cirúrgicos de vários tipos para as varizes, vamos escolher o melhor tratamento para o seu caso.

Como é feito o tratamento das varizes? Precisa operar sempre?

Felizmente temos tratamentos eficazes para os vários estágios da doença venosa crônica. Quanto antes iniciarmos o tratamento, menos complicações você terá com a doença. Inicialmente é necessário mudança nos seus hábitos de vida, como aumento de atividades físicas, repouso com as pernas para cima, perda de peso se for o caso e o uso de meia elástica quando em longos períodos em pé.

Quando as veias já estão muito comprometidas ou não há melhora satisfatória somente com o tratamento clínico inicial ou ainda quando você se incomoda com a aparência da suas pernas, o tratamento cirúrgico pode ser indicado.

 

Como é feita a cirurgia?

Quando optamos por fazer a cirurgia no hospital, você interna 2-3 horas antes da cirurgia, é operado com anestesia. Na cirurgia de varizes são retiradas, por meio de pequenos furinhos na pele, todas as veias doentes identificadas (saltadas visualmente ou pela palpação da região). Elas não fazem falta para sua circulação. O tempo e a complexidade da cirurgia depende do número e o tamanho das veias a serem retiradas. Ela é feita sob anestesia geral ou raqui (aquela anestesia de grávida para o parto) com sedação. Há também tratamentos cirúrgico de varizes com Endolaser e Radiofrequencia, que fecham a veia causadora (veia Safena) sem a necessidade de retira-las. 

 

Como são os dias depois da cirurgia?

Ao acordar da cirurgia, estará de meia elástica e já será orientada a mexer os pés e vai caminhar com ajuda, e terá alta no mesmo dia para casa! Terá orientações de caminhadas alternadas com repouso com as pernas para cima já desde o dia seguinte a cirurgia! Nada de ficar deitada, sem poder andar ou subir escada, estuda tudo liberado. Retorno ao trabalho dependerá da sua profissão, mas no máximo semana seguinte a cirurgia de varizes geralmente conseguem voltar. Ao retirar a meia verá Hematomas (roxos na pele) e inchaço leve nas pernas que aparecem no pós-operatório de varizes, mas melhoram com o passar dos dias. O tempo de recuperação varia, mas em geral é indico um repouso relativo de 3-7 dias a depender do tamanho da sua cirurgia, uso de meia elástica por 1-2 meses e evitar exposição solar por alguns meses.  Formigamento e dormência por irritação dos nervos próximos as veias podem acontecer, mas melhoram após 3-6 meses.

 

Mas Doutora, as varizes podem voltar? O que eu faço para prevenir?

As varizes retiradas não voltam (elas vão para o lixo!), porém, com o passar do tempo, novas varizes podem surgir, inclusive próximas ao lugar das varizes retiradas, dando essa impressão errada de que as varizes voltaram. Por isso o acompanhamento com o cirurgião vascular após a cirurgia é importante. Hábitos saudáveis como atividade física, evitar ganho de peso e uso de meia elástica podem ajudar na prevenção desta doença.

CLÍNICA

Rua Eça de Queiroz, 488 - Paraíso - São Paulo/SP

Contato para agendamento presencial:

Tel.: (11) 5088 6674

Cel.: (11) 96324 9838

Contato para dúvidas:

  • Instagram
  • Facebook

CONTATO

AGENDE ABAIXO POR TELEMEDICINA OU PRESENCIAL:

© 2018 by Flavia Cury www.flaviacury.com